Header Image

Nossos animais de estimação precisam de tanto cuidado com os dentes quanto nós.

Mal hálito e dentes cobertos por tártaros são sinais de uma infecção bacteriana, conhecida como Doença Periodontal.

Esse tipo de problema , quando não tratado provoca prejuízo aos rins, fígado e coração, ou seja, não se restringe apenas à questão estética do animal.

Gengivite, perda dos ligamentos periodontais e do osso que sustenta o dente, mau hálito (halitose), sangramento gengival, dor, desconforto, mobilidade (“dente mole”) e até mesmo a perda do dente, são consequências comuns quando o excesso de tártaro não é levado a sério e tratado como deveria.

O tratamento consiste na remoção do tártaro através de um aparelho de ultrassom, na extração de dentes (quando necessário) e do polimento dos dentes.

Mediante avaliação clínica anual, o médico veterinário determina a indicação para tal procedimento e explica minuciosamente as etapas do procedimento e a importância de uma anestesia segura e eficaz.